Based in Sydney, Australia, Foundry is a blog by Rebecca Thao. Her posts explore modern architecture through photos and quotes by influential architects, engineers, and artists.

Estudo de Grande Escala Sobre Avaliação Cognitiva Online da Lumos Labs Publicado Em Frontiers in Psychology

Estudo Compara o Teste de Performance NeuroCognitiva (NCPT) às Tradicionais Avaliações Neuropsicológicas Papel-Caneta

Lumos Labs, a criadora do Lumosity, anunciou hoje a publicação relacionada a seu Teste de Performance NeuroCognitiva (NCPT), uma plataforma de avaliação cognitiva breve, repetível e hospedada na web. Avaliações neuropsicológicas são projetadas para medir funções cognitivas tanto em populações saudáveis como em grupos participando de ensaios clínicos e são usadas para pesquisas, diagnósticos clínicos, resultados em pacientes e monitoramento de intervenções. O estudo, intitulado “Reliability and validity of the NeuroCognitive Performance Test, a web-based neuropsychological assessment”, foi publicado no jornal com revisão por pares Frontiers in Psychology, em 3 de Novembro de 2015, e discute a confiabilidade e validade da bateria de testes do NCPT para medir desempenho cognitivo.

"Avaliações neuropsicológicas com lápis e papel têm sido utilizadas há décadas para medir funções cognitivas. Uma ferramenta de avaliação cognitiva online, repetível e personalizável como o NCPT apresenta diversas opções de usos potenciais em ambientes clínicos e de pesquisa", afirma Glenn Morrison, PhD , autor principal do estudo e Diretor de Estudos Clínicos na Lumos Labs. "Estamos comprometidos com a criação de ferramentas e tecnologias que promovam a investigação e, no futuro, acreditamos que o NCPT terá o potencial de facilitar recrutamentos para ensaios clínicos, servir como uma medida de resultado para apoiar eficácia, ajudar no diagnóstico de condições de comprometimento cognitivo e monitorar mudanças cognitivas ao longo do tempo".

O NCPT é projetado para medir o desempenho em memória operacional, memória visuo-espacial, velocidade psicomotora, raciocínio lógico e fluido, inibição de respostas, cálculos numéricos, além de atenção dividida e seletiva. A plataforma modular inclui 18 avaliações que podem ser dispostas em baterias personalizadas, e que são adaptações online de testes neuropsicológicos convencionais amplamente utilizados.

Os dados do estudo foram coletados de uma amostra de 130.140 voluntários saudáveis, com idades entre 13 e 89 anos, que fizeram uma bateria do NCPT com oito avaliações, incluindo raciocínio aritmético, Coding Symbol Digit, Forward Memory Span, Reverse Memory Span, raciocínio gramatical, matrizes progressivas, Trail Making A e Trail Making B. Os participantes fizeram, remotamente e sem supervisão, a bateria do NCPT que leva de 25 a 30 minutos para ser concluída. A confiabilidade teste-reteste foi avaliada em um subconjunto de 35.779 participantes que fizeram a bateria de testes novamente, em média 78.8 dias depois. As análises mostram que as avaliações do NCPT são moderadamente relacionadas entre si, agrupando-se em 4 domínios cognitivos putativos, têm boa confiabilidade teste-reteste, e são sensíveis a mudanças cognitivas esperadas, baseadas em idade. Em uma outra amostra com 73 voluntários saudáveis que fizeram tanto uma bateria do NCPT como avaliações comparáveis com lápis e papel, ficou demonstrada a validade do mesmo com relação a testes neuropsicológicos amplamente aceitos.

Iniciativas futuras e pesquisas em andamento incluem o aumento de dados para entendermos ainda melhor sobre a validade, confiabilidade e estabilidade, além da especificidade e sensibilidade do NCPT, executando estudos de grande escala, online e em clínica, a fim de gerar dados para todos os subtestes do NCPT. Lumos Labs está atualmente trabalhando com colaboradores de pesquisa em todo o mundo para estudar o uso do NCPT em registros online como uma ferramenta de triagem para acelerar o processo de recrutamento para ensaios clínicos, para o acompanhamento longitudinal do paciente, para mapear dados de avaliação do NCPT com conjuntos de dados genômicos e outros, e facilitar estudos de grande escala que podem nos levar a compreender melhor os perfis cognitivos de populações saudáveis e também clínicas.

Sobre Frontiers

Frontiers é uma plataforma de acesso aberto e conduzida pela comunidade para publicações em Ciência. Fundada por cientistas em 2007, Frontiers impulsiona inovações em revisão por pares, avaliação pós-publicação, métricas de impacto para artigos e autores, avaliação democrática dos melhores trabalhos de pesquisa, interação entre pesquisadores e um crescente ecossistema de ferramentas livres de ciência. A série "Frontiers in" já publicou mais de 30.000 artigos revisados por pares em 54 jornais, recebendo 8 milhões de visualizações mensais, envolvendo 400 disciplinas acadêmicas, e que são apoiados por mais de 200.000 pesquisadores líderes em todo o mundo. Frontiers for Young Minds, uma iniciativa filantrópica de Frontiers, é uma revista científica que envolve jovens na revisão de artigos. Em 2014, Frontiers ganhou o Prêmio ALPSP Gold Award por inovação em publicações. Para mais informações, visite: http://www.frontiersin.org.

 

Veterano em tecnologia Steve Berkowitz é nomeado Diretor Executivo da Lumos Labs